Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pensamentos.ao.vento

Assumo sem qualquer tipo de pudor o gosto imenso que tenho pela escrita, e pelo ato de escrever palavra após palavra... na construção de momentos de reflexão e procurando embelezar os nossos dias!

Pensamentos.ao.vento

Assumo sem qualquer tipo de pudor o gosto imenso que tenho pela escrita, e pelo ato de escrever palavra após palavra... na construção de momentos de reflexão e procurando embelezar os nossos dias!

28
Mai22

O gosto de tomar um bom café, é indescritível!


Ana Paula Marques

Foto artigo 10.jpg

O gosto de tomar um bom café, é indescritível! Sou absolutamente fã.

E hoje decidi aproveitar a minha companhia e tomar um delicioso café ao som dos meus pensamentos e na companhia da minha pessoa. Foi tempo de conversar comigo, de me perder nas reflexões e filosofias de vida em que gosto de me dispersar, e para as quais nem sempre tenho companhia, nem tempo.

Perdi-me nos pensamentos de toda uma vida cheia de altos e baixos, de sorrisos e de lágrimas, e parei para pensar no sabor dos bons momentos que nem sempre soube aproveitar, no calor dos abraços, tantos que recebi de verdadeiros amigos. A felicidade destes momentos enche a alma a qualquer ser humano.

E esta almofada de ar puro que nos regenera por dentro fez-me tão bem. Saboroso o meu café. Em volta a paisagem era citadina sem grande graça, mas suficientemente tranquilizadora a ponto de me deixar em paz.

A paz que sempre procuro nos momentos em que estou sozinha, e que gosto tanto de aproveitar, não para me sentir solitária, mas para conversar um pouco comigo própria, e são momentos que me fazem falta. No fundo, sentir mais a minha presença.

Muitos dias há em que passo por mim sem me ver, tal é a pressa e o ritmo a que os meus dias correm, sem tempo para respirar calmamente, porque a vida não se compadece com tal.

E hoje parei para tomar um café comigo própria, ter uns minutos em que o sabor do café que desce pela minha garganta é intenso e saboroso, não muito quente, porque não o aprecio assim, mas na temperatura média que tanto gosto me dá ao tomá-lo.

Gostei deste momento que não sendo solitário, foi intenso, avaliei os últimos dias, antecipei um pouco os que se aproximam, no fundo tirei uns minutos apenas para mim, e para o meu café.

E soube-me tão bem este breve momento, tenho que repetir. Acho que vou mesmo colocar na agenda para que possa acontecer com maior frequência, e não volte a levar tanto tempo até ter uns minutos para estar um pouco comigo, sem mais ninguém à volta.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Pesquisar